"Não canso de dizer: o ballet é a minha segunda pele".

segunda-feira, 21 de abril de 2008

,,,"O Quebra Nozes" 03/12/2007


03 / 12 /2007 - `O Quebra-Nozes` encerra temporada no Municipal do Rio
RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Astros do Royal Ballet de Londres, Roberta Marquez e Thiago Soares vêm ao Brasil especialmente para dançar os papéis principaisUm dos balés mais populares do mundo, a clássica história natalina ‘O Quebra-Nozes’ estréia no dia 14 de dezembro, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em grande produção que encerra a temporada 2007. Com patrocínio da Eletrobrás, o espetáculo tem direção de Dalal Achcar e retorna ao TMRJ após seis anos de ausência. Estrelas do Royal Ballet e ex-bailarinos do Ballet do Theatro Municipal – onde não atuam há cinco anos – Roberta Marquez e Thiago Soares virão de Londres especialmente para interpretar os papéis principais da montagem. Eles se revezam, respectivamente, com os primeiros bailarinos do Corpo de Baile do Theatro Municipal Ana Botafogo, Cecília Kerche, Claudia Mota, Márcia Jaqueline, no papel de ‘Fada açucarada’, e Vitor Luiz e Felipe Moreira, no de ‘Príncipe Quebra-Nozes’. “Tenho uma relação muito especial com este balé, que dirigi pela primeira vez em 1974 e no Theatro Municipal do Rio, desde 1981”, explica Dalal Achcar. “Gosto especialmente porque a história tem uma magia única e desperta um clima de fraternidade que deveríamos ter sempre. É uma obra que agrada a todas as idades”. A enorme popularidade de ‘O Quebra-Nozes’ comprova o fascínio exercido nas platéias a partir do encontro do conto de Alexandre Dumas com a música de Tchaikovsky e a coreografia original de Marius Petipa e Lev Ivanov. Sua estréia foi em 1892, na Rússia. A primeira apresentação no ocidente só aconteceu em 1934, no Sadler’s Wells Theatre, em Londres. Desde então, tornou-se um dos balés mais montados em todo o mundo. “Eu dancei todas as montagens de Dalal, desde 1979, ao lado de partners maravilhosos como Fernando Bujones, Jean-Yves Lormeau e Lázaro Carreño. É uma grande confraternização, porque reúne todo o Corpo de Baile do Theatro e para mim, ‘O Quebra-Nozes’ tem uma das músicas mais lindas do balé”, comenta Ana Botafogo. Para os demais bailarinos do Theatro Municipal, ‘O Quebra-Nozes’ é um balé que também tem um significado especial. “A volta desta montagem da Dalal é um momento importante, um balé que marca não só as comemorações do Natal e o fim da temporada mas sobretudo é um grande presente para o público carioca”, afirma Cecília Kerche. Já seu partner, Victor Luiz admite: “Foi com este balé que tive certeza absoluta sobre minha carreira. Foi meu primeiro papel como primeiro bailarino, em 2001”.

Um comentário:

luciana disse...

Coro,Corpo de Baile e Orquestra nos contam juntos essa linda estória,tão repleta de encantamento,que aquece ainda mais nossos corações nesse clima natalino de Paz e Amor.Cecília Kerche brilha com sua Rainha das Neves e nos encanta com sua Fada Açucarada,ao lado de Vítor Luiz, tornando inesqucível um espetáculo que em si já é tão mágico. "O Quebra Nozes" é um grande presente de Natal,e assisti-lo no Theatro Municipal torna essa data ainda mais especial.