"Não canso de dizer: o ballet é a minha segunda pele".

domingo, 3 de junho de 2012



A Criação de Cecilia Kerche


Cecilia Kerche e Francisco Timbó
video



A obra de Haydn “A Criação” traduz com suavidade a riqueza divina na diversidade, no desenho virtual do movimento de Scholz, Cecília Kerche na figura de Eva inicia sua particular contemplação pela criação do mundo.

Franz Joseph Haydn nasceu na Áustria em 1732 na vila de Rohrau. Posteriormente se mudaria para Viena, onde passou a maior parte de sua carreira. Já como músico reconhecido resolveu aceitar a oferta de um importante empresário alemão Johann Peter que o leva para reger na Inglaterra.
                                     
Para melhor ilustrar esse texto os personagens da própria história arcanjos Gabriel, Rafael e Uriel.
Na fragilidade humana de Adão e Eva.
Um belo dueto de Cecilia Kerche e Francisco Timbó que tocam o horizonte infinito do sentimento universal.
Gestos lineares onde a interpretação emocionada se enternece com a grandiosidade do Criador supremo.

E essa supremacia rende-se à criatura no seu ofício principal de fazer-se porta voz da sensibilidade, que emociona no movimento da bailarina.
Cecilia Kerche se une a voz que motivou Haydn a compor essa obra “ há tão pouca gente feliz e satisfeita no mundo, aflições e tristezas continuamente as perseguem; talvez o teu trabalho possa ser um manancial onde o homem aflito e abrumado pelas preocupações cotidianas encontre, por algum tempo, paz e descanso”.

O público de Cecilia Kerche é testemunha dessa paz e descanso que a arte dessa intérprete é capaz de transmitir, sobretudo pelo ser humano exemplo de superação após longo tempo fora dos palcos.
Pra Cecilia não há nada tão real para defini-la quanto estar no palco que escolheu para desenvolver sua carreira. É bem verdade que o mundo a conhece principalmente a Rússia que já atuou como bailarina convidada por diversas vezes, mas Cecilia Kerche fez uma escolha e essa escolha foi pelo Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Brava Cecilia!



Fotos cedidas gentilmente por Raquel Ribeiro.

Nenhum comentário: